quinta-feira, 18 de junho de 2015

Enquanto isso, no dia mais frio do ano...

Cerro Botucaraí, em Candelária, contempla a manhã gelada
Foto: Julianne Wagner
Às 6h de terça-feira, 16 de junho de 2015, o celular desperta. O que já é uma grande conquista, pois tanto na segunda quanto na quarta-feira o maldito aparelho eletrônico prejudica os meus compromissos para com a universidade. Na terça-feira, no entanto, é diferente: "o dia mais frio do ano até o momento", noticiariam mais tarde os programas televisivos. Toda encasacada, calçando tênis em vez de botas (algo com que me arrependeria mais tarde), sigo de táxi rumo a uma propriedade rural não muito distante do centro de Candelária. Conforme o combinado, vou acompanhar a ordenha manual feita em duas vacas leiteiras.


O que aprendi com a experiência você poderá conferir no próximo Unicom, que em julho mostrará a sua nova face. Posso dizer somente que a simplicidade da lida na roça me encantou. Além do encanto, no entanto, trouxe para casa um cocô de vaca na sola do tênis. Sabia que devia ter ido de bota...

Nenhum comentário:

Postar um comentário